Você é introspectivo e tem problemas de timidez? É daqueles que se intimida quando chega perto de alguém mais inteligente que você, daquele seu colega espertão e popular, fica nervoso quando chega perto do seu coordenador, ou qualquer outro gerente?

Quando chega perto de um diretor então, ou o presidente da empresa? Dá um frio na barriga, o pensamento fica confuso, você começa tremer, suar e a única coisa que você quer é não precisar falar nada ou que o chão se abra para que você suma.

E depois que tudo passa, a pessoa se afasta, você fica se questionando se você devia ter dito algo, se você deveria ter falado aquela grande idéia que você teve ou pior, você se questiona se não falou alguma bobagem ou se ele ficou com uma má impressão sua.

Resumindo você é tímido, é fraco, você sabe e se sente mal com isso.

Calma, timidez é perfeitamente normal e acontece com a maioria das pessoas, até com aquela pessoa que você admira pela coragem e a determinação com que ela expõe suas idéias.

Vou te contar um segredo, estas pessoas também tem medo, a diferença é que elas sei lá por que motivo conseguiram enfrentar a situação, escolheram lidar com isso invés de fugir ou se esconder.

Eu não sou psicólogo e não pretendo te dar um palestra motivacional mostrando que você pode e é capaz. Eu já vi várias destas aulas no Youtube e algumas palestras ao vivo, elas me motivaram muito, mas durou uns 20 minutos.

Vou lhe passar a solução que eu encontrei, a fórmula secreta que você queria, vou te contar como lidei com essa porcaria de timidez:

Em vários momentos, analisei minha carreira e minha vida profissional, fiz um balanço e vi que timidez e ser introspectivo só atrapalharam minha vida.

Ficar calado diante de situações constrangedoras, em reuniões ou na frente de pessoas importantes evitaram uma vergonha momentânea, mas muito pior é a vergonha de ficar mais velho e lembrar as oportunidades que desperdicei.

Histórias sobre timidez

Vou contar um caso interessante para você: uma vez conheci um cara que também trabalhava com TI, ele queria abrir uma empresa e me convidou, mas tive medo. Eu tinha meu emprego, não quis arriscar, pois o fato de ter que falar com clientes, lidar com fornecedores e interagir com várias pessoas me apavorava.

Este jovem empreendedor continuou sozinho, mais tarde arrumou outro sócio e montou uma das maiores empresas de outsourcing do sul do país. Enquanto isso eu perdi meu emprego e minha zona de conforto.

Eu tenho vários casos dos quais me arrependo de não ter ido adiante ou tomado uma iniciativa. Mas agora vou contar um caso pessoal:

Quando eu tinha uns 16 anos era apaixonado por uma menina linda, só de olhar para ela meu coração parecia sair pela boca, porém não me sentia à altura dela, falar com ela sobre meus sentimentos era uma coisa inimaginável, ela era apenas um sonho inalcançável. O tempo passou, ela teve outros namorados, foi embora para outra cidade, casou, se separou e uns 12 anos depois voltou para cidade onde eu morava.

Por um acaso do destino nos encontramos, conversamos muito, saímos algumas vezes e toda aquela minha paixonite de adolescente parecia ter voltado, sorrindo confessei a ela o quanto era apaixonado, ela então me questionou por que eu nunca havia lhe falado pois ela também gostava de mim.

Ela não falou mais nada, me abraçou e me deu um grande e demorado beijo e ficamos juntos várias outras vezes.

Era uma sensação de satisfação e alegria, era como se eu tivesse resolvido um antiga “pendência”, rapidamente ela se apaixonou loucamente por mim, eu via em seus olhos todo amor que ela estava sentindo.

Então aconteceu… Eu não me apaixonei, eu não sentia nada por ela e não tinha a menor intenção de continuar com aquilo. Terminamos e me afastei sem a menor intenção de voltar.

Você achou que ia ter um final feliz né? Pois é, mas infelizmente não teve e não se preocupe, ela está bem.

O que eu quero ensinar para você com estas histórias é que não vale a pena sentir vergonha, ficar tímido, não ter coragem, ter medo de falar, de arriscar, ter medo de que tudo vai dar errado.

Certas coisas tem o timing certo para acontecer e deixar para depois pode ser pior e te deixar mais frustrado que aquelas pequenas vergonhas que você evitou.

Foda-se as pessoas importantes, foda-se todas as pessoas, elas são “iguais” a você, não existe estas bobagem de serem mais inteligentes, mais populares, mais importantes, mais ricas ou poderosas, ou “mais bonitas”. Elas são “iguais” a você, a diferença é que elas souberam lidar com timidez, com seus demônios internos e seguiram adiante, por isso obtiveram sucesso.

Quando sentir medo ou vergonha pense em qual é a pior coisa que pode acontecer se você abrir essa sua boca? E se você falar suas idéias, aceitar uma proposta, se apresentar para aquelas pessoas importantes, mudar de cidade, flertar com a pessoa que você gosta, etc.

Não vai acontecer porra nenhuma de ruim, no máximo você vai ganhar um não ou uma recusa, ou vai ter que voltar atrás e começar de novo. Foda-se!

Ou prefere levar uma vidinha medíocre e depressiva cheia de arrependimentos.

Eu sei que timidez e depressão é coisa séria, pode se transformar em uma doença grave e destruir a sua vida, neste caso procure ajuda, tente resolver, pois é possível.

Mas se você estuda, se esforça, trabalha direito, tem competência para gerar resultados, vai querer virar um fracassado por causa de timidez?

Então infelizmente isso vai ser a única coisa que vai te separar do sucesso e de ter tudo que quiser.

Não se preocupe que não vou terminar de forma depressiva dizendo que boas oportunidades aparecem poucas vezes na vida e você deve aproveitá-las. Isso é uma grande bobagem e filosofia barata.

Oportunidades aparecem todos os dias, o tempo todo, basta você decidir se vai se encolher ou agarrar alguma ou várias.

Tenha coragem invés de arrependimentos!

PS: Guarde este texto, compartilhe, leia quando estiver para baixo ou pode fazer uma crítica e dar sua opinião. Não sou o dono da verdade, a intenção é passar minha experiência e ajudar você a ter sucesso em sua carreira.