Você tem a “certeza” de que já é um excelente profissional antes de dizer: não sou reconhecido? Você faz tudo certo, trabalha mais que os outros, fica depois do horário, estuda até de madrugada e é um bom colega.

Provavelmente você tem uma percepção errada sobre si mesmo, os bons profissionais em algum momento são reconhecidos, não existe uma conspiração global para te ferrar, não é inveja ou burrice o fato das pessoas não dar o reconhecimento que você merece.

A questão é que VOCÊ “acha” que é mais inteligente, você “acha” que é mais legal, você “acha” que suas idéias são incríveis, inovadoras e vão ajudar a empresa a crescer.

Pare e pense um pouco, não acha que se você tivesse as qualidades que acha que tem, alguém não teria percebido? Desculpe tanto achismo, mas foi necessário…

Pode acontecer de você ter idéias brilhantes, porém elas só beneficiam o seu setor e não a empresa como um todo, você simplesmente não entende do negócio, assim não consegue entender por que aquele diretor burrão não liberou verba para seu projeto genial.

Outra situação que pode ocorrer é você realmente ter boas idéias, porém você não as expõe, ou quando você fala suas idéias ou demonstra sua inteligência e sua capacidade, você não faz isso de forma clara e objetiva.

Entenda que o que pode ser claro e óbvio para você, pode parecer grego para outras pessoas. Aprenda se expressar, pois é por isso que seu colega, seu chefe, o gerente conseguem impressionar e serem admirados, eles conseguem isso por saber “vender” suas idéias e a si mesmo, mesmo quando são idéias medianas.

Tem mais um agravante, as pessoas para as quais você vai vender suas idéias são diferentes umas das outras. Você vai vender de um jeito para seus colegas e de outro jeito para seus superiores.

E para tornar ainda mais complexo, você vai elaborar sua venda conforme o negócio onde você está inserido.

Exemplo:

Se você trabalha em uma indústria a empresa não está interessada nos seus projetos, mas sim no benefício que eles oferecem e como eles vão colaborar para que a produção aumente, a qualidade dos produtos melhore e a logística fique mais ágil. É isso que realmente importa!

Agora se você trabalha no varejo: a empresa quer vender mais, quer gerenciar seus estoques, escalar o negócio, captar novos clientes e reduzir custos. O importante é vender cada vez mais.

Se a sua empresa vende serviços, ela que você ajude a atender melhor os clientes para gerar mais clientes, quer idéias para gerenciar os atendimentos para conseguir dar conta de mais e mais clientes.

Você está entendendo que o objetivo de qualquer negócio é gerar resultado?

E quando falo em resultado não estou falando de indicadores, performance, planilhas e números ao vento, é tanta enrolação que todos esquecem que o verdadeiro objetivo de um negócio que é ganhar DINHEIRO.

Tem muitos diretores, gerentes e coordenadores marketeiros que adoram palavrinhas da moda, gráficos, kpis, porcentagem de crescimento, expansão, blá, blá, blá. Isso tudo é muito bom se for para mostrar resultados realistas.

Dinheiro, esta é a palavra chave, descubra como a empresa gera dinheiro, todo o caminho até chegar na grana, então apresente idéias “claras” de como ganhar mais dinheiro e você vai ver sua carreira subir igual um foguete.

Não sou reconhecido e agora?

Então o que você deve fazer para ter seu trabalho reconhecido na empresa:

Auto conhecimento: se analise e descubra se você realmente é o cara foda que acha que é, se realmente for, descubra se você está se expressando de forma clara, pergunte para colegas, para seu chefe, até mesmo para estranhos o que eles acham de você e no que você pode melhorar, busque um feedback sincero e não se ofenda com as respostas, apenas aprenda e melhore.

Analise o currículo e profissionais da mesma área que você, defina um parâmetro real do que é ser um bom profissional.

Agora se você descobrir que não é tão foda, dê um jeito de ser, pelo menos descubra o que a empresa espera de você e entregue mais. Na maioria das vezes é mais fácil e simples do que você imagina.

Aprendendo a se expressar: sempre que você explicar algo técnico para alguém, nivele pelo mais baixo, nivele pela pessoa menos inteligente da turma, faça de conta que você está explicando para crianças, desenhe se for preciso, esqueça os termos técnicos e use exemplos simples ou analogias. Pois ninguém é obrigado a saber o que você sabe.

Foco no dinheiro: não tem problema apresentar gráficos, indicadores, relatórios, desde que seja para deixar claro suas idéias e onde tudo isso vai levar.

Seus superiores olham estas apresentações todos os dias, toda semana, são várias horas de gente chata, gastando tempo para ir a lugar nenhum.

Tenha idéias para aumentar o faturamento, apresente de forma clara e objetiva, daí você vai ser o cara.

Infelizmente, muitos gurus dizem que o que importa é o que as pessoas ao seu redor acham que você sabe, e não o que você realmente sabe. É o que chamamos de “qualidade percebida”.

Tem gente que se dedica mais a isso do que realmente aprender a fazer alguma coisa. Na minha opinião isso não é legal!

No fim tudo sempre se resume a vendas, marketing e resultados, neste caso o produto é você.

….

Quer saber mais e como alavancar sua carreira na TI? Dá uma olhada neste super livro no link: O Guia definitivo sobre Carreira de TI