Um PDTI – Plano Diretor de TI é um documento que detalha os processos de TI que uma organização usa para gerenciar suas operações. Ele serve como um guia para a tomada de decisões relacionadas à TI, priorizando e implementando tarefas conforme o plano criado.

O PDTI também ajuda a orientar uma organização a formular sua estratégia de TI e como ela ajudará o negócio a ter sucesso, o plano descreve áreas nas quais a TI pode contribuir e onde uma organização pode obter vantagem competitiva ao fazer o melhor uso dos recursos de tecnologia.

Existem várias maneiras de fazer isso, você pode fazer uma lista de projetos, lista de tarefas, pode usar o modelo PMBOK para um gerenciamento de projetos, pode usar o COBIT para alinhar estes projetos ao negócio ou seguir o Itil para planejar os serviços de TI.

Mas não se apavore, se sua empresa é pequena você pode fazer um planejamento simples no bloco de notas ou no Evernote, o importante é apontar e documentar sua infraestrutura para poder apontar soluções.

Mas se sua empresa já saiu do básico da gestão de TI ou é aquela empresa que finalmente resolveu investir em TI e dar atenção ao setor, muita coisa deve mudar. Então você precisa fazer uma gestão de TI mais avançada, pois finalmente você vai ter uma porcentagem no orçamento anual para investir em TI, e finalmente vai ser convidado a participar das reuniões estratégicas.

Caso não tenha acontecido nada disso, era só um sonho e você acordou. Não fique triste!

Você pode ter a inciativa e por em prática seu conhecimento, pode profissionalizar o setor do “cara da informática” criar um plano diretor mais simples e fazer a diferença dentro da empresa. Na pior das hipóteses você vai ter a oportunidade de aprender e aumentar as suas qualificações.

Nesse contexto, na busca por uma administração que prime pela melhor gestão dos recursos e maior qualidade na prestação de serviços, torna-se essencial a realização de um bom planejamento de TI que viabilize e potencialize a melhoria contínua da performance organizacional.

Componentes de um PDTI

O plano diretor de TI deve descrever:

  • O que planeja alcançar e como a estratégia de TI se relaciona com os objetivos de negócio da organização. Normalmente, o primeiro passo é começar a revisar o plano estratégico da organização, o que ajuda a identificar as áreas em que o uso da tecnologia pode melhorar as operações.
  • Deve incluir uma análise SWOT de seus pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças para identificar fatores internos e externos que podem afetar a capacidade da TI de contribuir para o sucesso da organização. Esse processo também ajudará a analisar o onde o departamento de TI está atualmente e o que ele deseja alcançar.
  • Finalmente, é importante que o PDTI seja claro sobre seus objetivos finais, incluindo uma lista de investimentos em tecnologia que o departamento de TI considera prioridade para contribuir para o sucesso da organização. No entanto, o plano também deve incluir avaliações do orçamento atual de TI da empresa e alocar recursos e responsabilidades específicos do projeto para atender a esses objetivos.

Resumindo, elabore um PDTI pensando no negócio e como isso vai ajudar a gerar resultado e lucratividade para empresa. Não crie um plano pensando em melhorar somente o setor de TI e facilitar seu dia a dia.

Neste caso qualquer diretoria com o mínimo de bom senso vai vetar qualquer projeto seu e passar a questionar todas as atividades do setor de TI. Sua vida vai virar um inferno!

A era digital afeta o PDTI

Segundo o Gartner, a modernização e aderência da maioria dos setores ao digital, exige que os líderes de TI pensem de forma diferente sobre o planejamento estratégico. Eles devem agora informar a estratégia de negócios da TI, invés de esperar que os diretores e gerentes definam a direção estratégica da empresa.

A TI não é mais o único proprietário do PDTI,  os clientes, parceiros, fornecedores e gestores ajudam a moldar a direção tecnológica das empresas. E a volatilidade das oportunidades digitais pressiona os processos de planejamento estratégico baseados no calendário e no planejamento plurianual, de modo que os estrategistas de TI precisam se adaptar e se alinhar ao negócio.

No cenário atual de constantes mudanças, o PDTI é uma importante ferramenta de apoio à tomada de decisão para o gestor, habilitando-o a agir de forma proativa, contra as ameaças e a favor das oportunidades.

Resumindo, com o PDTI você vai listar e otimizar suas necessidades. Vou citar alguns exemplos:

  • Trocar todo o parque de computadores, ou trocar uns 5, 10 ou todos de um determinado setor mais afetado;
  • Fazer upgrades de servidores ou migrar para nuvem;
  • Implantar ferramentas, serviços pagos ou usar ferramentas open source;
  • Para os servidores implantar soluções Microsoft ou Linux;
  • É preciso criar um ambiente com alta disponibilidade ou serão feitos somente backups;

Enfim, fazer estas coisas demandam:

  • Planejamento;
  • Tempo;
  • Conhecimento;
  • Dinheiro;
  • Acordos, contratos, financiamentos, etc.

Por isso o PDTI normalmente é feito com projeção de 1, 2 ou 3 anos dependendo do que você pretende fazer e requer entendimento, apoio e aprovação dos que “pessoal que manda”.

O PDTI representa um instrumento de gestão para a execução das ações de TI da organização, possibilitando justificar os recursos aplicados em TI, minimizar o desperdício, garantir o controle, aplicar recursos naquilo que é considerado mais relevante e por fim, otimizar os gastos e serviços prestados.

PDTI é chato e burocrático de fazer, mas um bom planejamento vai te dar mais segurança, confiabilidade e tranquilidade para executar seus projetos.

Se você procurar no Google vai achar muitos exemplos de PDTI, principalmente de órgãos públicos, estes são bem completos e com muito conteúdo. Tem também o “GUIA DE ELABORAÇÃO DE PDTI DO SISP“, um guia completo e trabalhoso que vai te ajudar.

Não precisa ficar assustado com o que encontrar, você pode começar com algo mais simples, básico e com poucas páginas. O importante é fazer o planejamento.

Um abraço e bom trabalho!

PS: Se gostou deste conteúdo se inscreve e continua acompanhando. E adquira meu excelente livro Como Planejar sua Carreira de TI, ele vai mudar sua vida.